Segunda-feira, 31 de Março de 2008
Sem desistir

  Após a primeira tentativa falhada e alguns meses de espera, em Dezembro 2007 realizei uma nova icsi desta vez em vez da Gonal deram-me a puregon. No dia da punção: 20 ovocitos 17 fertilizados, dia da transferência: 2 e ainda mais fracos q da primeira vez. Meu Deus q mais nos podia acontecer... Hiperestimulação e claro internamento foi isto q aconteceu dias de dor e mal-estar internada num hospital sozinha longe de todos para depois saber q afinal tb n tinha resultado ansiava pelo dia q podia ter alta pois já n aguentava foi um desgaste tanto fisico como psicológico a viver aquela situação e ter de me cruzar no corredor com as recentes mamãs com os seus recém-nascidos, as auxiliares e outras mulheres tb internadas a perguntar se estava grávida pois como estava hiperestimulada estava tao inchada q parecia estar.

N acreditei qd chegou o dia em q tive alta apesar de triste precisava de forças para continuar, qd o meu marido me foi buscar entrou pelo quarto e choramos os dois abraçados. Ele só dizia q n queria q fizesse mais tratamento nenhum q n aguentava ver-me assim e passar pelo q passou pois desde q casamos foi a primeira vez q nos separamos e para nada no final.

Criei coragem e falei-lhe na hipótese de recorrer a esperma de dador no primeiro momento n aceitou a ideia pois achava q assim era ter sempre presente para o resto da vida o problema q tem, mas com calma e sem pressão voltei a falar no assunto e ele já pôs em aberto essa hipótese. Apesar de n ser o q mais queria na vida tb n consigo vê-la sem filhos acho q se isso acontecesse o nosso casamento por mais q nos amemos n ia resistir e por isso estou disposta a tentar dessa maneira. Assim tenho consulta para Abril para tentar mais uma vez e dependendo do q acontecer logo decidiremos o q fazer...



publicado por su às 11:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Objectivo de vida

  Aqui deixo um pouco da minha historia, tenho 24 anos e estou casada há 3 anos e meio desde entao a minha vontade em ser mãe. Tudo começou qd após um ano a tentar engravidar sem sucesso, recorri ao meu ginecologista este ao ver q estava tudo em ordem comigo mandou o meu marido realizar um espermograma, qd recebemos o resultado o mundo desabou para nós, era o pior cenário imaginável 0% de espermatozóides normais, só por um milagre foram as palavras do médico a única solução era tentar a inseminação.

  E assim foi de imediato enviou o nosso processo para o Porto mais concretamente Gaia após alguns meses de espera para a primeira consulta e outros tantos de exames e análises e sei lá mais o q, realizei a primeira icsi em julho 2007.

  A minha resposta á medicação foi excelente no dia da punção obtive 19 ovocitos, 16 foram fertilizados até aqui tudo bem, estavamos super animados a pensar q poderiamos guardar os excedentes e recorrer a eles se necessário até ao dia da transferência em q a biologa nos diz de rompante q só já havia dois e de fraca qualidade a minha esperança transformou-se em lágrimas apartir desse dia a minha confiança desapareceu pois tive a noção q esses tratamentos n iam resultar mas apesar disso n hesitei e disse q estava disposta a repetir novamente pois eu amo o meu marido e estava fora de hipótese desistir de lhe dar um filho o sonho da vida dele tb...



publicado por su às 09:10
link do post | comentar | favorito

Sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
28
29

30
31


Posts recentes

Teremos um final feliz? O...

De volta

3ª ICSI- NEGATIVO

Na esperança

Ansiosa

Finalmente Abril

Sem desistir

Objectivo de vida

Arquivos

Maio 2010

Outubro 2009

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Março 2008

blogs SAPO
subscrever feeds